07 fev 2020

Projetos de eficiência energética para condomínios residenciais

Condomínio Barcelona Neoville economiza mais de 138 MWh com projeto de eficiência energética

Os Programas de Eficiência Energética (PEEs) têm como objetivo incentivar o desenvolvimento de medidas que promovam e eficiência energética e o combate ao desperdício de energia elétrica. Anualmente, concessionárias de distribuição de energia elétrica devem aplicar uma parcela de sua receita nessa iniciativa. A Copel seleciona por meio de chamadas públicas projetos de eficiência energética a serem aplicados em instalações de consumidores localizados em sua área de concessão.

O condomínio Barcelona Neoville, do qual a Providência Síndicos faz a gestão condominial foi um dos aprovados na Chamada Pública de 2017. Neste residencial, será obtida uma economia anual de mais de 138 MWh através da substituição de quase 570 lâmpadas atualmente colocadas para LED e da instalação de 270 painéis fotovoltaicos com capacidade de geração de 86 kWp.

O PEE da Copel

O Programa de Eficiência Energética da Copel é executado anualmente. Isso em atendimento a uma cláusula do Contrato de Concessão de Distribuição de Energia Elétrica e à Lei nº 9.991/00. A lei exige que concessionárias e distribuidoras de energia invistam um percentual mínimo em projetos que promovam a eficiência energética entre os consumidores finais.

Os critérios para aplicação dos recursos e procedimentos necessários para apresentação do Programa à ANEEL estão estabelecidos nos Procedimentos do Programa de Eficiência Energética – PROPEE, aprovado pela Resolução Normativa Nº 830/2018.

Como ser selecionado?

Os critérios técnicos para a aprovação das propostas levam em conta especialmente o custo-benefício. Ou seja, o retorno que as instalações irão gerar em relação ao custo do projeto.

A Providência Síndicos, dentro de seu escopo de gestão condominial, contribui com seus clientes e auxilia na aplicação para esta concorrência, usando todo seu know how na área de condomínios residenciais e comerciais.

Conheça algumas medidas tomadas em um projeto de eficiência energética

  • A troca de lâmpadas comuns pelas de LED, 90% mais econômicas.
  • Automação da iluminação com a instalação de sensores que desligam as lâmpadas em ambientes vazios.
  • Instalação de banco de capacitores para corrigir o baixo fator de potência em indústrias que pagam multa por excesso de energia reativa. Além de multa, o baixo fator de potência causa desperdício, o que eleva a conta de luz.
  • Implantação de filtros: medida adotada comumente para corrigir distúrbios da qualidade de energia nas empresas. Esses distúrbios, em geral, geram desperdício e elevam a conta de luz.
  • Dimensionamento correto da estrutura elétrica.
  • Laudo elétrico e manutenção preventiva: tanto a avaliação das instalações quanto a manutenção elétrica são cruciais para evitar o desperdício e aumentar a eficiência energética nas empresas e residências.
  • Gastar menos energia começa com a avaliação das instalações elétricas e dos hábitos de consumo.